A IMPORTÂNCIA DO ENSINO E EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇAS

A IMPORTÂNCIA DO ENSINO E EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇAS

março 21st, 2014
Pr. Luiz André
7206855_s
SALMO 78:1- 8
Versículos 1 e 2 – introduções
" Escuta povo meu, a minha lei, e prestai ouvidos às palavras, de minha boca, abrirei os meus lábios em parábolas e publicarei enigmas dos tempos antigos. "

O salmista enfatiza que o que ele tem a dizer e importante e imutável – deve ser ouvido.

1. Versículo 3 – O NOSSO PRIVILÉGIO.

“O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais”
Somos crentes hoje (humanamente falando) porque alguém nos falou do Salvador, alguém foi fiel em nos transmitir a mensagem e confiamos no Senhor Jesus. Que privilégio para nós sermos evangelizados e levados a Cristo. Muitos não tiveram este privilégio – mas nós o tivemos! Que Deus nos ajuda a dar o devido valor a este privilégio.

2. Versículo 4- NOSSO COMPROMISSO.

“Não o encobriremos as seus filhos, contaremos a vindoura e, geração os louvares do Senhor e seu poder e as maravilhas que fez”.
O privilégio do salmista o conduz a um compromisso. Ao contemplar tudo o que ele tem aprendido. Tudo o que lhe foi ensinado, ele faz o propósito de não esconder tais coisas de seus filhos. Não quer guardar-los apenas para si, mas ao olhar para seus filhos compreende a importância de que eles também conheçam esta verdade. Que Deus nos ajude a também termos este propósito. Ao vermos tantos pequeninos ao nosso redor, que possamos desejar de todo coração compartilhar com eles as verdades de nós temos ouvidos.
O salmista, também, apresenta 3 coisas que gostamos de compartilhar com as crianças.
 

a) OS LOUVORES DO SENHOR .
Ele deseja, especialmente, que as crianças saibam QUEM É O SENHOR. Se lermos o restante do Salmo, verificaremos que o salmista enfatiza especialmente a grandeza, bondade, fidelidade e os Justos Juízos de Deus. O ensino e a evangelização devem estar centralizados na Pessoa do Senhor.
 

b) O SEU PODER.
O salmista quer compartilhar com as crianças O QUE O SENHOR PODE FAZER O restante do salmo mostra especialmente como Deus guia e providencia o necessário ao povo. Deus é forte e poderoso. Pode operar muitas coisas nas suas vidas. É necessário ensinar as crianças quem é o Senhor, e então, mostrar-lhes o que Ele quer fazer por elas. É especialmente importante mostrar-lhes que o Senhor quer ser seu Salvador.

C) AS MARAVILHAS QUE FEZ

Olhando para o passado, descreve as MARAVILHAS QUE FEZ O SENHOR por eles. Os atos que o salmista menciona mais adiante são: a saída do Egito, as 10 pragas, a entrada em Canaã, a escolha de Jerusalém e de Davi. Para nós, hoje, isto consiste em falar às crianças sobre a morte e ressurreição e ascensão de Cristo – mostrar o que o Senhor deseja fazer em suas vidas, baseado no que Ele já operou!

Examinemos NOSSO ensino e certifiquemo-nos de que estes três pontos mencionados pelo salmista estejam presentes.
1. Versículo 5 – O MANDAMENTO DE DEUS
"Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e constituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos”.
É importante ensinar "o testemunho" e "a lei" às crianças, porque "A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel, e dá sabedoria aos símiles” (SI 19:7).
Alcançar e ensinar as crianças não é uma questão da opção. É MANDAMENTO. O Senhor Jesus em Marcos 16:15 disse: ”pregai o evangelho a toda criatura". As crianças estão incluídas. Não temos escolha, Devemos ensinar as crianças porque ele nos mandou fazê-lo.
Os primeiros responsáveis pelo ensino das crianças são:
A. Os Pais crentes
Efésios 6:4 diz:
"… pais… criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor”.
B. A igreja local.
Também tem a responsabilidade de ensinar a Palavra de Deus às crianças. Um dos dons do Espírito Santo dado à Igreja é o dom do ensino (Efésios 4: 11). É para aperfeiçoamento dos santos e dentre estes santos estão alguns meninos e meninas (Ef 6: 1). (Veja também João 21: 15).
C. Todo crente.
Cada crente deve estar pronto e disposto a ensinar a Palavra de Deus às crianças. Temos um exemplo disto a ser imitado em Mateus 18: 12, 13.
4. Versículo 6- O PLANO DE DEUS
"A fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer, se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes”.
Ao alcançar as crianças, elas crescerão e, por sua vez, também alcançarão seus filhos e assim por diante.
No livro de Joel 1:3 lemos: "Narrai a vossos filhos, e vossos filhos o façam a seus filhos. E os filhos destes à outra geração”.
Este sempre foi o plano de Deus. Se as crianças são negligenciadas, não só elas estarão perdidas, mas também as gerações vindouras.
5. Versículo 7 — O PROPÓSITO DE DEUS
"Para que pusessem em Deus a sua confiança, e não se esquecessem dos feitos 11 os de Deus, mas lhe observassem os mandamentos”.
Este versículo é o climax da passagem, porque o salmista expressa aqui o propósito de Deus em tudo que apresentou nos versículos anteriores,
Qual é o alvo de nosso ensino?
Qual é o propósito de Deus para nosso trabalho entre as crianças? O salmista diz:
A. “Para que pusesse em Deus sua confiança. ”
O alvo do professor não é apenas ensinar a criança a respeito da bíblia e de Deus apesar disto ser necessário. Seu alvo e que a criança PONHA SUA CONFIANÇA EM DEUS.
B. “Não se esquecem dos feitos de Deus, mas lhe observem os mandamentos”.

A criança deve LEMBRAR-SE do Que Deus FEZ e FAZER o que Deus DIZ a sua confiança em DEUS deve resultar numa mudança de vida e na continua obediência Palavra de Deus

Portanto, o propósito de Deus é que as crianças:

  1. 1. "pusessem em Deus a sua confiança”.
  2. 2. "não se esquecessem dos feitos de Deus".
  3. 3. "observassem os mandamentos"

NOTAS:
A. Pôr a confiança em Deus e obedecer a Ele estão no domínio da experiência com Deus, e são um passo além no conhecimento dos versículos 5 e 6.
B. Este versículo nos lembra de que o alvo da evangelização é que pecadores venham a Deus (João 14: 6; João I 7: 3; 1 Tm 2.5).
Jesus Cristo veio e morreu para que pecadores se reconciliem com Deus (2 Co 520). A. evangelização Bíblica, portanto, começa com ensino sobre Deus – Sua natureza. Suas obras e Suas ordens. Deve. Então, mostrar como Jesus Cristo, Deus o Filho, suportou o julgamento justo de Deus, o Pai. Sobre o pecado ao morrer na cruz (2 Co 521) para que os pecadores fossem salvos, tivessem a Perfeita Justiça de Cristo Imputada sobre eles e, conseqüentemente. fossem JUSTIFICADOS DIANTE DE DEUS.
6. versículo 8. UMA ADVERTÊNCIA.
"E que não fossem, como seus pais, geração obstinada e rebelde, geração de coração inconstante e cujo espírito não foi fiel de Deus”.
(Note o contraste entre "a geração" do versículo 8 e a "vindoura geração" dos versículos 4 e 6).
Este versículo apresenta uma terrível advertência. O salmista fala de teimosia, gerações rebeldes, obstinadas, “geração de coração inconstante, e cujo espírito não foi fiel”. Ele o chama de "seus pais", e enfatiza que se a criança não for alcançada e ensinada se não colocar sua confiança em Deus e não guardar Seus mandamentos crescerá e será como seus pais, geração contumaz e rebelde.
Mesmo que uma geração de determinado povo seja ímpia, Deus ainda pode intervir fazendo que a geração seguinte coloque sua confiança nele. A chave é ensinar a Palavra de Deus as crianças (v 5 )
Hoje em dia vemos ao nosso redor esta geração ímpia. Se não alcançamos os pequeninos com o Evangelho, poderão crescer e tomar-se OUTRA geração contumaz e rebelde. O tempo de alcançá-las para o Senhor é AGORA. As crianças, como no passado, encontram-se na bifurcação de dois caminhos: um conduz a Deus, à salvação, vida Útil e serviçal a Deus; o OUTRO conduz a uma vida de prazeres mundanos, a um coração duro e insensível e, conseqüentemente, ao surgimento de outra geração contumaz e rebelde. E nossa responsabilidade como obreiros que ministram às crianças conduzi-Ias ardentemente ao caminho que leva a Deus.
A vida pode ser comparada a um abismo, no qual muitos estão caindo. No fundo do abismo já se encontram muitas vidas e corpos quebrados pelo pecado. Que tragédia! Muitos cristãos trabalham no fundo do abismo com estes corpos e vidas, tentando construir um “hospital espiritual” no qual possam ser tratados e conservados através do sangue de Cristo. Louvado seja Deus por esta obra! É muito necessário. Porém Deus chama alguns para que subam do fundo do abismo, chegando á beira do precipício onde, ao invés de construir um hospital, construirão um muro ou um cerca de proteção. Desta forma, evitarão que as pessoas caiam, alcançado-as antes que o pecado deixe marcas muito profundas em suas vidas.
A evangelização das crianças é como a construção de um muro à beira do abismo do pecado. Deus chama alguns de nós para este ministério. Você é um dos que foram chamados por Deus? Se for, vá em frente e comece. Construa o muro!
NOTA:
Outras referências sobre as crianças no Livro de Salmos:
Salmos: 6:2; 10:14; 34:11; 51:5; 58:3; 68:5, 6; 69:36; 71:17, 18; 72:4; 103:17; 115:14; 127; 128; 135:13, 14; 148:12.
PARA PENSAR:
Leia todas as referências a respeito de crianças em Salmos. Escolha duas e explique-as.

Próximos eventos

Não há eventos agendados

Acompanhe nossa página